jusbrasil.com.br
26 de Agosto de 2019

O que os brasileiros esperam dos novos governantes

Os problemas da política brasileira

Sérgio Oliveira de Souza, Magistrado
há 5 anos

A situação política do Brasil é calamitosa. Cada vez mais se fala em corrupção e irregularidades, por causa disso, os cidadãos pedem por melhorias. Mas por que há essa falta de compromisso do Estado? Será que o país vai melhorar apenas mudando os políticos no poder?

Em primeiro lugar, vale ressaltar que, como dizia Nicolau Maquiavel, no livro “O príncipe”: “A política é um jogo de aparências”. No entanto, não é com aparências que se melhora um país, e nesse jogo, quem sai prejudicado é a população, tendo no governo uma situação de corruptos no poder e com Estado arrecadando impostos e não satisfazendo as necessidades dos brasileiros.

O Brasil é um dos países que mais arrecadam impostos no mundo, porém não investe em áreas de saúde, educação, segurança, etc., porque o que se leva em consideração são medidas a curto prazo para a obtenção de votos. Além disso, uma população culta saberá lidar com problemas na política, o que é preocupante para quem está no poder, sendo isso, a grande causa da falha na educação.

A situação política que o Brasil enfrenta não é atual. Desde o período colonial, o governo foi criado para arrecadar impostos, e não para representar a população, o que acontece atualmente é consequência de nosso Estado ter sido criado antes de haver uma Nação, tendo um papel controlador e não cumprindo sua obrigação com os cidadãos.

Com isso percebe-se que, desde sempre, nosso país enfrenta problemas, e que é difícil mudar isso. Os brasileiros esperam por mudanças feitas pelos novos governantes, mas é provável que continue do jeito que sempre foi como reflexo de sua história.

Qualificação da autora:

Mariana Tessi de Souza, 14 anos de idade é artista Plástica, ganhadora da primeira mostra de artes plásticas de Catanduva-SP em 2012, ganhadora do concurso Cartaz da Paz Lions club de Catanduva-SP em 2012, Atleta medalhista de Prata no Festival Regional de Natação do Sesc de Catanduva-SP dia 24/11/2012, atualmente aluna do primeiro ano do Ensino Médio do Colégio Espaço Livre de Bebedouro-SP "Sistema de Ensino Anglo", filha de Conceição Tessi de Souza, Professora e Psicopedagoga e de Sergio Oliveira de Souza, Juiz de Paz e Árbitro de Direito, Conciliador Mediador Judicial e Comentarista desta renomada Comunidade Jurídica "JusBrasil".

O texto foi elaborado em prova de redação no dia 10 de outubro de 2014, tendo obtido nota 10 em redação.

20 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

No geral os brasileiros não esperam nada. Por isto faltam à eleição, anulam, justificam, votam no candidato mais cômico ou no que consideram que lhe trará qualquer benefício.

O financiadores das campanhas esperam o fiel cumprimento do "contrato".

Os "beneficiados" pelo assistencialismo, esperam que os mesmos sejam mantidos (e que continuem sobrevivendo).

Os que ainda esperam alguma coisa não sabem o que deveriam esperar. Pois escolhem governantes (poder executivo) com base em suas opiniões em relação a matérias do legislativo (pena de morte, legalização do aborto, liberação das drogas,...) e propostas de reforma legal (reforma política, tipificação do crime de caixa 2 eleitoral, proibição das doações de empresas para campanhas,...). continuar lendo

Essa também é a visão da autora do artigo que tem apenas 14 anos de idade (minha filha), eu compartilho do mesmo pensamento.

Obrigado pelo cometário.

Uma Abraço Fraternal. continuar lendo

Parabéns.
Estou mais feliz sabendo que ainda existem jovens brasileiros preocupados com a herança que vão receber no futuro próximo.
Esta herança, já corrompida pelos três poderes, com raras exceções, é que medirá a competência e a capacidade de cada um desses jovens ao assumir seus papéis diante do país e do mundo.

Não é o que vemos diariamente em todos os lugares que frequentamos: São jovens alienados, distantes, omissos, descompromissados consigo mesmos.

Por isso minha felicidade e alegria ao ler o texto da jovem Mariana Tessi de Souza, de 14 anos de idade. continuar lendo

Obrigado por comentar.

Um forte abraço Fraternal. continuar lendo

Uma coisa de cada vez. No momento, primeiramente, só espero uma coisa. Livrar o país do PT, do Fidel, do Maduro, do Cocaleiro Depois, novas reivindicações virão. continuar lendo

Para responder ao comentário, passarei a palavra para a autora:
"olá, sou Mariana Tessi de Souza, autora do artigo escrito acima, que, na verdade foi uma redação pedida em classe. Vale ressaltar que muitos partidos políticos, como é o caso do PT, tem sim, muitas irregularidades. Mas a visão do senso comum é não é nem um pouco crítica em termos de política. Fique muito bem claro que não é uma pessoa apenas, a responsável por um país, e sim, várias delas, o que acontece é que, essa uma, é quem leva a fama. Eu, como menor de idade, não acredito ou apoio partidos políticos, pois acho que o que muda um pais é uma ideologia, e não um partido, com isso, não sou contra ou à favor do PT, mas tenho comigo, a saída da menoridade intelectual, e o grande problema enfrentado pela população não é o de ter políticos do PT no poder e sim, políticos corruptos, que existem em vários partidos." continuar lendo

Muito boa, sua redação, Mariana! Ao lê-la, me transportei a outro assunto muito importante, esquecido pelos (as) brasileiros (as): o Poder Judiciário. Esse Poder que já foi motivo de orgulho para todos (as) nós, hoje se encontra no mais lamentável descrédito. E, pelos mesmos motivos que você coloca a política brasileira. Dá para elaborar uma redação no mesmo sentido; basta trocar a palavra política por Poder Judiciário. Uma lástima, amiga Mariana! continuar lendo

Obrigado por comentar.

Forte abraço. continuar lendo